Fortaleza e a evolução da mobilidade na cidade | Blog da Quicko

A Fortaleza dos bondes ao trânsito intenso

Engana-se quem pensa que a capital cearense, com seus 34 quilômetros de litoral, é apenas um dos lugares mais concorridos do Nordeste por suas belas praias, que atraem milhares de turistas brasileiros e estrangeiros todos os anos. Fortaleza é também um centro industrial e comercial com grande atividade econômica! A cidade é a quinta maior capital do país e a terceira economicamente mais ativa de sua região, ocupando a nona posição no PIB nacional.

A metrópole nordestina é também uma das mais populosas. São 2,7 milhões de habitantes, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), representando quase um terço da população do Ceará. Esse contingente humano, claro, também tem impacto na intensidade do trânsito. A capital é a quarta com o fluxo viário mais congestionado do país, segundo estudo da TomTom Traffic, divulgado em 2017, o que a coloca entre as que exigem soluções urgentes de mobilidade.

Turismo sempre em alta

Mesmo durante a pandemia, atividade turística é um dos alicerces da economia do município. A cidade é o quarto destino doméstico mais procurado em buscas de viagem, segundo o Ministério do Turismo. Entre as belezas naturais preferidas pelos turistas está a Praia do Futuro, famosa por seu mar verde, ventos e ondas fortes, o que a torna ideal para a prática de kitesurf e windsurf.

A Avenida Beira Mar, na orla, é também outro ponto predileto de fortalezenses e visitantes. Ela passa pelos bairros de Iracema, Meireles e Mucuripe, e em seus calçadões estão instalados hotéis, restaurantes e bares. Já no centro, uma das principais atrações é o Theatro José de Alencar. O espaço que homenageia o autor de Iracema tem fachada metálica e vitrais coloridos, trazidos da Escócia há mais de um século.

Além desses atributos turísticos, Fortaleza é a capital brasileira mais próxima da Europa. Fica a exatos 5.608 quilômetros de Lisboa, em Portugal. Já distância da cidade para Miami, nos Estados Unidos, é de 5.556 km.

Mobilidade secular

A história dos meios de locomoção na capital vem de longa data. Os bondes elétricos para transporte da população começaram a circular em 1913, em substituição aos veículos puxados por animais. A rede chegou a ter 20 quilômetros de linha e funcionou até 1947. Alguns trilhos ainda permaneceram por um bom tempo, o que dava um ar de pura nostalgia à cidade!

Já os primeiros ônibus começaram a circular na década de 1920 e eram veículos mistos, com a cabine do motorista separada da parte dos passageiros, e tinham caçamba para o transporte de cargas. Atualmente, a frota de ônibus da cidade dispõe de 2 mil veículos, segundo a Etufor (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza), e foi parcialmente reduzida em função da pandemia. As viagens pelo sistema podem ser feitas pelo modelo de integração temporal, com transferências entre linhas sem cobrança de nova passagem.

O metrô da cidade, também conhecido por Metrofor, começou a operar em 2012. Circula em três linhas – Sul, Oeste e Nordeste, e a próxima a ser inaugurada é a Leste.

Transporte sustentável

Fortaleza vem colocando em prática uma política que busca o acesso democrático ao transporte público e o estímulo ao uso de sistemas de transporte mais sustentáveis. Faz parte desse plano a introdução de BRTs (Bus Rapid Transit) e a criação de uma malha interligada de corredores de ônibus.

Em outra frente, a cidade tem buscado ampliar a infraestrutura cicloviária, que favorece o uso de modais não poluentes, além de adotar políticas de segurança voltadas para a proteção de ciclistas e pedestres. A malha cicloviária cresceu 277% no período de dez anos, e essa estrutura dispõe atualmente de 257,5 quilômetros, sendo 106 km de ciclovias, 147,5 km de ciclofaixas e 4 km de ciclorrotas. Até 2030, a meta é chegar a 524 km de rede.

O sistema de compartilhamento de bicicletas é operado pela Bicicletar e, além dos equipamentos tradicionais, dispõe de mini-bikes (Mini Bicicletar), destinadas às crianças. As 188 estações estão distribuídas em pontos estratégicos da cidade, e o convênio estima que cerca de 900 mil pessoas estão a uma distância de até 500 metros de uma delas.

Com todos esses desafios de mobilidade, é mais do que bem-vinda a chegada do app da Quicko neste início de 2021 em Fortaleza. A ferramenta vem para integrar o uso de diversos modais, como ônibus, metrô, carros de aplicativo e bikes compartilhadas, e oferecer as melhores rotas aos usuários. E ainda dá alertas sobre ocorrências em percursos. E tudo isso de forma simples e prática. É só baixar o app!

Imagem: Thiago Gadelha


Para ter acesso à localização dos postos no mapa e conferir as melhores rotas para tomar a vacina, baixe o aplicativo da Quicko!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *