Mobilidade Sustentável: O que é e quais são as vantagens? | Blog da Quicko

Mobilidade Sustentável

No Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, a preocupação com um modelo de desenvolvimento social e econômico que não comprometa as gerações futuras se torna ainda mais importante. Essas preocupações deveriam estar cada vez mais presentes na vida cotidiana dos governos, das empresas e da sociedade. E esse modelo já tem nome: é o conceito de desenvolvimento sustentável, termo que também tem sido cada vez mais utilizado quando o assunto é mobilidade. Você certamente já ouviu alguém falar em transporte sustentável, certo?
Esse termo – e a busca pela aplicação dele – tem, literalmente, movimentado o conceito de mobilidade nas grandes cidades. Nos últimos anos, com a ameaça de colapso nos sistemas de locomoção adotados nos grandes centros urbanos, os meios de transporte sustentáveis – e todo o conceito de mobilidade sustentável – têm sido protagonistas nas discussões sobre o futuro das metrópoles e as maneiras inteligentes de promover e facilitar os deslocamentos dos cidadãos.
Esse esforço está refletido na melhoria das calçadas para estimular trajetos a pé, na ampliação da malha cicloviária para o incentivo ao uso da bicicleta, os mais sustentáveis meios de transporte da atualidade, além de investimentos em metrôs ou nos Veículos Leves Sobre Trilho, os chamados VLT. O objetivo dessas ações é combater a priorização do carro particular em detrimento do transporte coletivo, medidas apontadas por especialistas para a promoção do transporte sustentável nas cidades.
Na prática, busca-se a redução da poluição e do consumo de recursos energéticos não-renováveis, a máxima eficiência energética e a economia de custo e de tempo nos deslocamentos e a diminuição dos acidentes e mortes no trânsito. É urgente o abandono da prática adota por anos nas grandes cidades brasileiras, de incentivo à cultura do automóvel, por meio de investimentos em avenidas, pontes e viadutos, e de subsídios para a manutenção de preços atrativos para o consumidor adquirir um carro particular.

Bicicletas e tecnologia

A praticidade, o baixo custo e a possiblidade de se exercitar são atrativos para o uso da bicicleta como meio de transporte. Não à toa, os números de vendas vêm, ano a ano, se superando. E crescendo a passos largos especialmente durante o período de pandemia. De acordo com a Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas), em julho de 2020 o segmento já apresentava 118% de aumento nas vendas em relação a 2019. O número é consequência da promoção de ciclofaixas e ciclovias pelas principais capitais do país nos últimos anos, valorizando a prática com a oferta de maior segurança no trânsito, já que diminui significativamente o conflito entre as bikes e os milhares de automóveis em circulação. Há muito ainda para crescer nesse quesito, que é apenas um dos pontos de destaque para a mobilidade sustentável.
A chegada de um aplicativo de mobilidade como o da Quicko, que utiliza tecnologia e inteligência para planejamento dos deslocamentos, também é um grande passo nessa busca, assim com o incentivo à utilização de transporte por aplicativo nos casos de real necessidade e também a implantação de corredores exclusivos para ônibus, melhorando a velocidade média desse transporte coletivo.
Plataformas como o Quicko app empoderam as pessoas e trazem segurança, dando informações relevantes e em tempo real para que elas escolham a melhor forma de se deslocar e facilitando a compra de créditos sem a necessidade de pegar filas e se expor ao risco de contaminação pelo novo coronavírus. Com isso, geram também demanda para o transporte público, que viu a pandemia aprofundar a perda de passageiros, ajudando operadores e o poder público. E ainda beneficiam as cidades, reduzindo as taxas de congestionamento, poluição do ar e acidentes.


Para ter acesso à localização dos postos no mapa e conferir as melhores rotas para tomar a vacina, baixe o aplicativo da Quicko!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *